Histórico

Histórico do Município
A Colônia de Arroio do Padre, como a grande maioria das colônias, surgiu espontaneamente, isto é, não houve, por assim dizer, um ato de fundação.
Inicialmente, pertencia ao Município de São Lourenço do Sul, sendo em 1890, incorporado ao município de Pelotas, pertencendo à 2ª. Zona de Dunas, posteriormente passou a integrar o Distrito de Santa Silvana, como 6º. Distrito de Pelotas.
No dia 17 de abril de 1996, a colônia alemã se emancipou, tornando-se município. Em outubro de 2000, a comunidade foi às urnas para eleger os primeiros representantes de Arroio do Padre.

Potencial do município
Arroio do Padre é um município com vocação agro-pastoril e a principal produção é o fumo. Cultiva-se também hortaliças, soja, milho, gado leiteiro e criação de frangos. Atualmente incentiva-se o cultivo de frutas, tais como o caqui e a maçã.
A região também é conhecida pelo seu turismo ecológico, dispondo de parques com infra-estrutura para receber e hospedar visitantes ao município. O contato direto com a natureza, desperta a importância dos cuidados com o meio ambiente e proporciona momentos de lazer, como o refrescante banho de arroio, caminhadas, trilhas, escaladas e rapel. Podemos citar o camping paraíso de Ari Venzke, localizado próximo à sede do município
Já consagrada, a maior festa do município, acontece em abril, onde recebe grande número de visitantes, convidando-os a participar da cultura da região, a festa da maçã e caqui, realizadas simultaneamente. O município também conta com um grupo de danças folclóricas alemãs, o KornBlumme, mantendo as raízes germânicas da comunidade.